Etxeberria, 40 anos: muitos gols, gratidão e despedida contra 100 crianças

Para quem acompanha futebol espanhol há pelo menos uma década, antes de goleadores como Llorente e Aduriz, um dos grandes nomes de referência no ataque do Athletic Club foi Joseba Etxeberria. Terceiro jogador que mais atuou pelo clube, o Gallo, que anotou 94 gols em uma década e meia dedicada à equipe rojiblanca, hoje assopra 40 velinhas. A sua aposentadoria aos 32 anos parece precoce, se compararmos com o longevo Aduriz, mas mesmo assim muito foi feito pelo artilheiro da camisa 17.


Das várias histórias desse marcante atleta, como jogos e gols pela Seleção Espanhola, momentos emocionantes nos altos e baixos do Athletic, vale lembrar o que foi a última temporada do artilheiro. Mais precisamente, falo de duas situações que não precisaram ser protagonizados na rotina do atleta e que mostram o caráter de um jogador apaixonado pelo Athletic.


Divulgação Athletic Club
Divulgação Athletic Club

Etxeberria se aposentou, sendo ovacionado por companheiros, rivais e torcida


JOGANDO UMA TEMPORADA INTEIRA DE GRAÇA


Após tanto tempo no Athletic e declarando querer se aposentar em 2010, Joseba Etxeberria decidiu em 2009 que faria uma renovação anual atípica: querendo jogar de graça a temporada seguinte. O fato gerou muita curiosidade na mídia espanhola e até mundial na época, tornando-o ainda mais símbolo de um time de identificação ímpar com sua torcida. 


Ao acertarem os detalhes do contrato, descobriu-se que jogar de forma gratuita não era uma opção na Liga Espanhola, já que havia um convênio da associação de futebolistas do país que define uma remuneração mínima. Etxebe decidiu então que os 105 mil euros de piso salarial anual seriam doados à fundação que mantém o Athletic. 


Divulgação Athletic Club
Divulgação Athletic Club

A despedida inusitada e muito especial para 100 crianças


DUAS DESPEDIDAS DOS GRAMADOS, SENDO UMA "IMPOSSÍVEL"


Chegado o fim da temporada 2009/2010, a última partida para o Athletic era disputada em casa, no antigo San Mamés. Na vitória de 2 a 0 sobre o Deportivo La Coruña, não só Etxeberria, mas também Armando e Iñaki Muñoz penduravam as chuteiras. A clássica despedida com muitos aplausos de todas as partes não foi a única para o artilheiro.


A verdadeira despedida ocorreu no dia 17 de maio de 2010, no que seria conhecido como a partida impossível ("Partido Imposible"). Contando com 200 crianças da fundação que mantém o Athletic, um time com 100 em cada tempo de jogo enfrentaria o time profissional do clube. Cada um dos vinte mil torcedores pagou 1 euro e a renda da partida foi revertida para um projeto no Congo apoiado pela fundação dos Leones.


Divulgação Athletic Club
Divulgação Athletic Club

Matador no time de veteranos, Etxeberria agora é treinador do SD Amorebieta


ETXEBERRIA NOS DIAS ATUAIS


Etxebe não conseguiu ficar longe dos gramados, depois de sua aposentadoria. Nos dias atuais, vive sendo convocado nos amistosos de veteranos do clube e faz muitos gols pelo Athletic. E se com a bola nos pés vai ficando mais difícil com o tempo, como treinador ele vem crescendo rapidamente.


Desde a temporada 2012/2013, o camisa 17 vem assumindo equipes de base do clube e, em paralelo, chegou a participar de comissões técnicas do time principal e inferiores. Na temporada atual, chegou a ser anunciado como comandante do Basconia, o time C do Athletic, que atua no que seria a quarta divisão nacional. Poucos dias depois, no entanto, acabou convidado para assumir o SD Amorebieta, de uma divisão acima e que compete com o Bilbao Athletic, o time B do Athletic. 


Boa sorte ao quarentão Etxeberria!
Aupa Athletic!
@JorgeKadowaki
Siga-nos no Facebook! E também no Twitter!