Athletic 1 x 1 Leganés: Iraizoz merecia uma despedida melhor do San Mamés

A passagem de Gorka Iraizoz pelo time principal do Athletic Club durou dez temporadas. Para um clube com tradição em formar grandes goleiros, tanta longevidade na meta rojiblanca é sinal de que ele foi um grande nome na equipe. Assumindo o time logo após a quase queda para a segunda divisão, coube ao sucessor do bom Aranzubia dar a segurança que os outros precisavam ainda na temporada 2007/2008.


Divulgação Athletic Club
Divulgação Athletic Club

Gorka não jogou em sua despedida. O resto do time também parece não ter jogado


Na temporada 2016/2017, já com um título conquistado (e com ele em campo), chegou a vez de Gorka dar adeus ao gol do Athletic. Seu destino será provavelmente um retorno ao Espanyol. Se o torcedor se acostumou a ver o goleiro na evolução do time na última década, a sua ausência na temporada atual marca também o provável e necessário fim de uma era. 


Com a despedida do capitão Gurpegi no fim da temporada passada e com a saída de Iraizoz, a provável despedida de Valverde completaria esse fim de ciclo em Bilbao. Um elenco praticamente sem um longo histórico ou sem o protagonismo desses nomes teria que ser reestruturado. Seja quem estiver liderando no banco, não vai poder depender sempre da dupla Raúl García e Aritz Aduriz para tudo, até porque os dois já passaram dos 30 anos de idade.


Divulgação Athletic Club
Divulgação Athletic Club

392 partidas, entre 2007 e 2017: Eskerrik Asko


A despedida desse grande goleiro, que em sua última temporada enfim sentiu o gosto amargo de más atuações (o que não desmerece em nada a homenagem em sua despedida), foi pela última partida de La Liga no San Mamés. Para colocar pressão no adversário, a diretoria baixou os preços dos ingressos, a torcida encheu as arquibancadas, todos prepararam a festa para o goleiro, mas o time não correspondeu em campo.


O decepcionante empate com o fraco Leganés, que lutava para não cair, foi marcado justamente pela extrema dependência de Raúl García e Aritz Aduriz. O jogo dos Leones está ficando facilmente decifrado pelos adversários e os demais atletas não assumem responsabilidade nem protagonismo. Para nossa sorte, os adversários diretos pela Liga Europa tropeçaram, mas mesmo assim o Athletic conseguiu mais um resultado ridículo.


Para a próxima temporada, com ou sem Liga Europa, é preciso ter gente que passe segurança e tenha hombridade para assumir a camisa. Se o ciclo de uns durou uma década, talvez para aqueles supervalorizados e que vivem sendo cogitados para venda deva durar menos. Iraizoz merecia despedida melhor e o torcedor merece gente que sofra e se entregue na mesma proporção que ele, Gurpegi e o goleiro homenageado.


Aupa Athletic!
@JorgeKadowaki
Siga-nos no Facebook!