Valverde, a temporada pode acabar em março. E agora?

Ah, Ernesto Valverde! No mesmo dia em que a torcida se lembra de cinco anos atrás, quando um valente, destemido e jovem Athletic de Bielsa derrotava o Manchester United em pleno Old Trafford, uma dúvida paira no ar: será que conseguiremos fazer uma temporada abaixo até das piores expectativas nossas?


Após uma boa campanha na Liga Europa passada, sendo eliminado nos pênaltis para o Sevilla na casa deles, o torcedor rojiblanco ficava confiante para 2016/2017. Ainda assim, treinador e jogadores diziam apenas almejar uma vaga em torneios europeus. O que soava absurdamente pouco aos ouvidos da torcida, hoje é algo que parece escapar dos dedos por incompetência do clube.


Divulgação Athletic Club
Divulgação Athletic Club

Ou dá um jeito de fazer o time jogar direito em Março ou pede as contas, Ernesto!


A eliminação precoce na Liga Europa deste ano para o APOEL Nicosia e a fraca campanha em La Liga refletem na arquibancada. Se no penúltimo jogo em casa víamos o segundo pior público da temporada, a vitória no domingo sobre o Málaga teve ainda menos gente. Com o recado dado pela torcida, a qual se divide entre quem quer e quem não quer Valverde, é fato uma coisa: março vai ter só mais dois jogos e eles serão muito críticos.


Domingo, no Estádio Anoeta, Ernesto Valverde vai tentar aquilo que nunca conseguiu como treinador (mesmo por outras equipes): ganhar da Real Sociedad. Independentemente do treinador, o Athletic não consegue um triunfo desde 2011 em San Sebástian. O histórico e fase atual preocupam tanto o time quanto o torcedor que vêem a sétima colocação e os sete pontos de distância para o rival como algo com chance de ficar quase inalcançável.


Para deixar mais gente de cabelos em pé, no sábado seguinte, o San Mamés recebe o Real Madrid e uma possível derrota pode deixar o ambiente insuportável para esta temporada. Nem as duas semanas de descanso logo em seguida podem acabar baixando a poeira em Março. Em caso de duas derrotas, talvez já seja o caso de programar o time para 2017/2018. E sem Valverde.


As perspectivas não são boas, apesar do retorno de Aduriz. Um time mal montado e que não sabe chegar ao ataque vem sofrendo em campo contra qualquer adversário. Lekue vem sendo mal usado, assim como Iñaki Williams, enquanto Gorka faz uma temporada fraca no gol. Apenas Saborit parece ser uma surpresa positiva, mas isso ainda é muito pouco para o Athletic.


Que um pouco de sonho siga vivo após o Anoeta, neste domingo. 


Aupa Athletic!
@JorgeKadowaki
Siga-nos no Facebook!