Sánchez, Lukaku e o problema de ‘jogar sozinho’

Getty Images
Getty Images


Por conta da Data Fifa, a Premier League ficará parada por duas semanas . Sem jogos para serem discutidos, vale olhar os números do campeonato restando apenas 10 rodadas para o fim do torneio.


Romelu Lukaku, do Everton, e Alexis Sánchez, do Arsenal, são os dois jogadores com mais gols na soma entre bolas nas redes e assistências. Enquanto o belga dos Toffees marcou 21 gols e deu seis passes decisivos, o chileno dos Gunners tem 18 gols marcados e nove assistências.


Outro ponto em comum entre os dois atacantes, além dos números, é o fato de que o futuro de ambos está indefinido. Enquanto Lukaku já deixou claro que não deve ficar no Everton, Sánchez, que tem contrato até a metade de 2018, também dá indícios que não deseja renovar seu vínculo com o Arsenal - ainda mais após uma temporada de grande desgaste na relação com Arsene Wenger. 


As situações são diferentes, já que o Everton dificilmente teria condições de fazer mais do que vem fazendo (é o sétimo colocado), enquanto o Arsenal vem numa sequência frustrante e está na sexta posição.


Contudo, ambos podem estar com o mesmo pensamento: é difícil jogar sozinho. Mesmo sendo o dono do time, tendo todos os holofotes e números expressivos, o grande jogador quer algo a mais. Quer um time, quer companheiros do mesmo nível e quer brigar por títulos.


Por isso, Lukaku fará o caminho normal, deixando o Everton para um grande clube europeu. Sánchez, por sua vez, também deve optar por outros ares, e isso, no Arsenal, não deveria ser encarado como normal.