Bellerín e Sánchez fora? Mahrez chegando? Como está o Arsenal na janela

Se existe uma palavra para definir o mercado de transferências como um todo, a palavra é “inflação”. Ótimos jogadores, outros nem tanto, vêm sendo especulados por preços astronômicos. Nós, por exemplo, vamos pagar mais de 51 milhões de libras (contando bônus) no Lacazette - que é um ótimo jogador.


Conversando com o amigo Mateus Souza, falávamos das ações do Arsenal nesta janela, que fecha no dia 31 do mês que vem. Muito se fala, como sempre, mas em pouco se pode acreditar. Mas, como já falei por aqui antes, o professor Wenger tem tido uma postura diferente em comparação com os verões anteriores.


Neste fim de semana, pipocou bastante informação. Umas com bastante relevância, outras nem tanto. Vamos a elas.

Lacazette, Mbappé, Lemar e Mahrez

Lacazette já é nosso. Deve chegar nos próximos dias a Londres para ser anunciado. Talvez enquanto você leia este texto ela já esteja na home do site oficial. Confere lá, inclusive.


A vinda do atacante do Lyon coloca um ponto final nas especulações sobre o Mbappé, que ,por sinal, Wenger realmente fez muito esforço para tentar trazê-lo. Dizem até que uma proposta de 125 milhões de libras foi feita. Não se sabe até onde isso é verdade. De qualquer forma, não virá.


Getty Images
Getty Images

Com a negativa de Lemar, é provável que o Arsenal vá atrás de Mahrez


Os rumores com Lemar, que parecia estar muito bem encaminhado, perderam força. O jogo virou completamente. O Monaco recusou uma oferta inicial de 31 milhões de libras e dificilmente vai liberar o atleta, já que muita gente saiu de lá. Estão tentando evitar um desmanche completo.


Se Lemar realmente for descartado, o nome da vez será Mahrez. E parece que as coisas já estão acontecendo. No domingo começaram a surgir notícias de que o Arsenal já teria se acertado com o jogador. Jornalistas argelinos prontamente negaram e afirmaram que o atleta não recebeu proposta alguma. Mas as informações continuam e até faria sentido Arsène Wenger se voltar exclusivamente para o meia do Leicester, já que da França pelo jeito só virá Lacazette.

Bellerín, Alexis e Chamberlain

Mais uma vez, a imprensa espanhola coloca fogo na história envolvendo Hector Bellerín. Desta vez, o jornal Marca disse que o lateral deve pressionar o Arsenal a liberá-lo para o Barcelona. Porém, sempre que vai à mídia e é questionado sobre sair dos gunners, o jogador não hesita em falar coisas boas de Wenger, do clube, da cidade e que está concentrado em conquistar títulos por aqui. Seu contrato, inclusive, vai até 2023. Sendo redundante, as chances são minimamente mínimas dele sair.


O que todo mundo fala e tem subsídio para isso é sobre a permanência ou não de Alexis Sánchez. A novela ganhou um capítulo neste final de semana, quando o Arsenal teria informado ao chileno que não o venderá para times da Premier League.


David Ornstein, renomadíssimo jornalista da BBC, informou que oferecemos, inclusive, um “grande acordo” para o camisa 7 renovar. Se ele não quiser, vai continuar do mesmo jeito e sai de graça ao final da temporada. Tudo isso, é claro, se não surgir uma boa oferta de um time fora da Inglaterra.


Quem sabemos que recusou um novo contrato foi Chamberlain. O jogador tem perdido espaço no time e, com a chegada de novos atletas para a posição dele (que ultimamente tem sido quase todas), dificilmente o Arsenal fará grandes esforços para ele ficar. O mesmo acontece com Gibbs, que deverá ser vendido. Falta apenas um clube interessado.

No final desta semana, o Arsenal embarca para a Austrália, onde fará sua pré-temporada. Dia 13, o time já enfrenta o Sydney FC, no ANZ Stadium. Isso aumenta a importância das investidas de Wenger no mercado, visto que é fundamental contar com os reforços o quanto antes.