Só o Arsenal tem dois goleiros frangando no mesmo jogo

Existe algo mais Arsenal do que ter dois goleiros diferentes frangando no mesmo jogo? 


Em mais uma atuação pálida e sem intensidade, nos vimos mais uma vez derrotados de maneira rídicula para o West Brom.


O time não tem verticalidade, não trabalha os flancos, não usa o centroavante para correr além dele e criar infiltrações, nada, apenas roda a bola de lado a lado esperando que um milagre aconteça.


Somos um time completamente entregue a momentos de brilhantismo individual, e isso não é recente. Ao menos há quatro temporadas jogamos dessa forma e nada muda.


Getty Images
Getty Images

A paçoca é interminável


Para termos uma ideia do tamanho do problema, Alexis vinha da ponta para tentar armar o time por dentro, já que nossos centrais pouco verticalizavam a partida. Com ele armando, não havia quem definisse, pois Welbeck e Walcott nada fizeram.


Eu acho nosso elenco muito melhor do que ele parece, mas, dentro desse não esquema e desse não plano de jogo, não há quem resista. Os adversários apenas se compactam e esperam o Arsenal implodir.


Hoje a implosão veio através de um escanteio onde o adversário se antecipou a Cech e depois uma paçocada de Ospina que nem sei explicar. Ainda coube um replay do primeiro gol para fechar a cova. O reinado de Wenger acaba de maneira melancólica em maio, ou, caso renove, acabará em chamas.