América-MG não vence Guarani por causa de 2 pênaltis não dados

Jogo difícil, confronto direto pela liderança da Série B, já que o Juventude perdeu para o Ceará fora de casa. América e Guarani fizeram um bom duelo, os dois times tiveram chance de vencer, mas o empate sem gols acabou prevalecendo.


Poderia ter sido um resultado justo, mas o árbitro gaúcho Jean Pierre, que não costuma trabalhar bem, DEIXOU DE DAR DOIS PÊNALTIS PARA O COELHÃO!


No primeiro lance, ainda na etapa inicial, houve falta para o América. A bola foi levantada, o lance principal transcorreu no outro lado, mas pode-se perceber o deslocamento de Bill dentro da área.


Ele se antecipa ao adversário e caminharia livre, mas foi flagrantemente puxado pelo jogador do Guarani. O árbitro viu, mas ficou com pena de marcar a penalidade contra o time paulista. Que dó, não é mesmo? A transmissão do Premiere, que é terminantemente contra o América, não falou nada do lance, mas aí está a prova no vídeo. Das arquibancadas ficou clara a penalidade, confirmada depois no VT.  



O outro pênalti foi no segundo tempo. A bola bate no braço de Willian Rocha dentro da área, ele leva o cotovelo em direção a ela para tirá-la do domínio do América, que ficaria na cara do gol. 


Numa partida parelha, um pênalti convertido muda o jogo completamente – o América tem ótimas batedores. O Guarani precisaria sair para buscar o empate, o América teria mais espaço e não precisaria propor o jogo, aproveitando a velocidade de Matheusinho e Hugo Cabral.


Dois árbitros gaúchos prejudicaram o Coelhão em rodadas seguidas. Muito estranho, muito estanho! Parece quererem impedir que disparemos na liderança da Série B!


Como foi o jogo


Tirando os “erros” da arbitragem, o América também poderia ter vencido o Guarani, mas não estava num dia inspirado. Ruy não conseguiu aquelas enfiadas de bola nem chutes de fora da área porque estava bem marcado. 


O Guarani teve duas chances por causa de erros feios do América. No primeiro, Ernandes perdeu o tempo da bola e deixou-a encobri-lo, Rafael Lima saiu de sua posição para ocupar o espaço e levou lançamento nas costas. Sorte que o adversário perdeu o gol. Em outro lance, Messias tirou a bola mal, algo que de vez em quando ele faz.


Enderson Moreira escolheu Gerson Magrão para a lateral-esquerda, mas não foi a opção correta. O jogador não mostrou muita coisa quando entrou no jogo anterior. Ernandes deveria ter sido o lateral-esquerdo e David o volante – ele se deu bem ao lado de Zé Ricardo contra o Boa Esporte.


Matheusinho de titular e aberto na direita também não foi a melhor opção. Ele precisa de espaço para dar seus dribles e desequilibrar, mas foi o Guarani quem teve o contra-ataque, como era de se esperar. Talvez Neto Moura fosse a melhor opção. 


A entrada de Hugo Cabral também foi errada. Ele tem muita dificuldade de passar pelo adversário driblando e pouco fez isso. Não tinha espaço, já que o adversário é quem contra-atacava.


Parece que o América sentiu a responsabilidade de vencer em casa. Tocou menos a bola do que deveria, não teve calma para fazer o jogo rodar e encontrar o melhor espaço. Mais do que isso, nossos principais jogadores não estavam inspirados, isso acontece.


Mais pitacos


MOURÃO PANDA/Gazeta Press
MOURÃO PANDA/Gazeta Press

Bill precisa melhorar, mas já é superior a Hugo Almeida


A torcida do América tem razão em não estar gostando de Bill, pois ele não faz os gols. As arquibancadas pediram, ele saiu e veio Hugo Almeida. A partir daí, o América parou de segurar a bola lá na frente, e parece que a redonda não gosta de Almeida.


Bill está devendo, mas é muito melhor que seu colega. Se não faz gols (aquele lance antes de ele ser substituído era difícil demais, o goleiro estava muito em cima, saiu bem), pelo menos segura a bola, deixa os zagueiros preocupados com ele, faz o pivô e abre espaço para quem vem de trás. Ninguém tem medo de Hugo Almeida.


A Série B é difícil, ainda mais para os que brigam pelo acesso. O Coelhão está encarando esses desafios a cada rodada e terá mais dois na próxima semana. Por causa do empate diante do Guarani, o América vê-se obrigado a vencer ABC (fora) e Figueirense (casa). Não vai ser fácil, mas temos condições e qualidade para continuar somando pontos importantes.


A torcida do América compareceu e deveria ser assim em todas as partidas em casa. Os jogadores estão merecendo esse nosso apoio!